Tudo o que você precisa saber sobre Boleto Registrado

In Artigos by Luiza Marques8 Comments

Você sabe o que é boleto registrado? Muitas pessoas têm um bloqueio para compreender qualquer coisa que envolve finanças e burocracia, e acabam por não se interessar pelo tema. Mas quando a necessidade surge, fugir não é a solução.

Primeiro, fique tranquilo, o bicho de sete cabeças está só na sua imaginação. Deixe ele de lado e venha com a mente aberta para entender ipsis litteris sobre boletos registrados.

O que é FEBRABAN ?

FEBRABAN é a Federação Brasileira de Bancos, que representa o setor bancário do país. É uma associação sem fins lucrativos responsável por aperfeiçoar as normas e melhorias dos serviços. Ela não realiza operações financeiras, isso é tarefa dos bancos.

Mas se vamos falar de boleto registrado, a FEBRABAN é determinante no assunto. Isso porque a maioria das instituições bancárias, assim como o BoletoBancario.com, seguem a Nova Plataforma instituída por ela.  

A Nova Plataforma foi criada com o objetivo de atualizar o sistema bancário para que todos os boletos emitidos passem a ser registrados. Hoje alguns critérios são estabelecidos para que isso ocorra gradativamente na plataforma da CIP, como: valor da cobrança e a data – que está intrinsecamente atrelada ao valor.

A mais recente etapa do cronograma para funcionamento do novo sistema começou em março, com a incorporação dos boletos de valor igual ou acima de R$ 800,00 à Nova Plataforma. Ou seja, a partir de março todos os boletos emitidos com valores acima de R$ 800,00 tiveram que ser, obrigatoriamente, registrados.

Você pode verificar os novos valores e datas para boletos registrados no calendário da FEBRABAN.

 O que é CIP?

E se você ficou na dúvida sobre o que é CIP, a gente explica!

CIP é a sigla para Câmara Interbancária de Pagamentos, que integra o SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiros). Como uma infraestrutura do mercado financeiro, atende bancos, financeiras, consórcios, empresas de leasing, cooperativas de crédito, credenciadoras e bandeiras de cartões de crédito, entre outros.

A CIP gerencia tecnicamente a nova plataforma de cobrança junto a FEBRABAN. E é por essa nova plataforma que todas as informações dos títulos ficam registradas em uma base centralizadora. Um sistema que veio modernizar o processo de liquidação dos boletos, proporcionando mais segurança e controle.   

Boleto simples e registrado: Qual a diferença?

Agora que você já sabe sobre FEBRABAN e CIP, entender como funciona o boleto registrado será fácil – fácil.  

O boleto é um instrumento de cobrança, seja de prestação de serviço ou produto. Ele ainda pode ser sem registro ou registrado. Porque, como foi visto, há um calendário por data e valor para a transição até que todos os boletos sejam registrados.  

O boleto sem registro (boleto simples) é uma cobrança que só passa a existir para o banco quando for paga. Já o boleto registrado existe a partir do momento que é emitido.

Para saber se o boleto que foi gerado pela nossa plataforma Boleto Fácil é registrado ou não, observe onde diz carteira no título emitido. Se estiver a sigla ECR é com registro e se a sigla for CSR é uma cobrança sem registro.boleto registrado do boleto facil

 

Tipos de registros de boletos

Existe dois tipos de boletos registrados, o registro pelo banco e pelo CIP. O que os diferencia é:

  • Banco – Você irá emitir um boleto e gerar a remessa para o banco, o qual terá todos os dados deste título que poderá ser pago em qualquer instituição bancária e lotéricas até o dia do vencimento. Após essa data, o pagamento será feito apenas na instituição emissora do boleto com atualização automática do valor.
  • CIP – Neste caso, o boleto emitido já está negociado com o banco para ser registrado na Câmara Interbancária de Pagamentos. A diferença é que todos os bancos conseguirão validar a cobrança, o que permite mesmo após o vencimento o boleto ser pago em qualquer instituição com as atualizações necessárias no valor. 
O que é preciso para emitir um boleto registrado?

Para emitir o boleto registrado, algumas informações do pagador serão necessárias, como:

  • Tipo do documento do pagador (CPF ou CNPJ) e o número;
  • Nome completo;
  • Endereço com bairro, cidade, unidade federativa e CEP.

Por isso, mantenha os dados cadastrais dos seus clientes atualizados.

Vantagens do boleto registrado

Se passou por sua cabeça a dúvida do porquê registrar os boletos, apresentamos algumas vantagens:

O controle das operações desde a emissão ao pagamento do título. Você saberá as faturas que foram emitidas, qual cliente pagou, quando pagou e pelo o que ele pagou.

E quando falamos de controle, isso serve também para diminuir  riscos e fraudes, pois existirá um registro no banco ou CIP.

Outra vantagem é a segurança. Por ser um documento oficial, garante a viabilidade de procedimentos realizados em cartórios e negativação, por exemplo. Também existe a possibilidade de protestar o título caso o produto não seja entregue ou o serviço realizado.

Ainda em segurança, com o registro dos boletos você evita o envio de títulos não autorizados, reduz a inconsistência de dados e a duplicidade de pagamento.

E com a nova plataforma de cobrança, existe a vantagem da facilidade no pagamento de cobranças vencidas, utilizando o mesmo título para pagar em diferentes bancos com os ajustes necessários.  

 E qual a desvantagem?

O boleto registrado tem a desvantagem na cobrança das tarifas, é no plural porque considera várias taxas como: operações de registro, cancelamento e alteração. Os valores variam varia conforme o banco.

Dá pra notar que emitir boletos registrados têm mais vantagens que desvantagens. E aqui no Boleto Fácil só têm vantagens! Isso porque aqui você não paga por operações de registro, cancelamento e alteração. As únicas taxas são sobre boletos pagos, sejam eles com ou sem registro.

Como seguimos o calendário da FEBRABAN, todos os nossos boletos seguem as regras de registro instituídas por ela.

Agora que você já entende tudo sobre boletos registrados, deixe nos comentários a suas dúvidas ou qual outro assunto você gostaria de encontrar no nosso blog!

Comments

  1. Um ótimo passo rumo aos clientes que notavam não ter maiores problemas ao não efetuar um pagamento. Um passo muito importante pra todos os autônomos, por exemplo.

  2. Poderei cancelar normalmente o boleto caso o meu cliente não pague para emitir um outro boleto?

  3. Cada boleto emitido será cobrado uma taxa? Por exemplo, se eu emitir 5 carnês de pagamento para meu cliente, será cobrado taxas em cima de cada carnê emitido?

    1. Author

      Olá! As taxas só são cobradas se o valor for pago, ok? 😉 A gente não cobra pela emissão. As taxas são de R$ 2,50 para boletos até R$ 100,00 e acima disso, 2,5% em cima do valor pago. A gente também trabalha com a taxa de transferência, que é no valor fixo de R$ 4,90. Essa última é cobrada só quando você solicita a transferência de valores. Qualquer dúvida, chama a gente no chat!

Deixe um comentário