Como atrair mais clientes para o seu Coworking!

In Empreendedorismo, Gestão by boleto0 Comments

O mercado dos coworkings é uma realidade bem estabelecida no Brasil. Já são mais de 200 mil coworkers em todo o país. A pergunta que não quer calar é: como atrair o público que busca um espaço diferente para o seu coworking?

A resposta passa por entender quem eles são e que fatores pesam na hora de decidir em qual coworking trabalhar. Vamos te contar tudo isso agora!

A escolha por um coworking

O mercado de trabalho sofreu modificações e o cenário de profissionais se reinventando e criando as suas próprias oportunidades, seja por escolha ou necessidade, é perfeito para os coworkings se estabeleceram como uma solução funcional e econômica.

Os profissionais pesam quatro principais fatores para escolher em qual coworking trabalhar: contato social, ambiente, flexibilidade de horários e, sempre ele, o custo benefício.

Receba seus pagamentos mais mais segurança, conheça o Boleto Fácil!

Contato social

Trabalhar em casa é legal, mas a parede não tem nenhuma história para te contar e nem vai trocar uma ideia no café contigo. Por isso, seja lá o seu futuro coworker freelancer, empreendedor individual ou autônomo, ele possivelmente se sente isolado e busca alguma interação social no coworking.

Por estar em um espaço compartilhado, o coworker terá contato com profissionais de diferentes áreas, o que sempre agrega em seu conhecimento e habilidade em interagir com pessoas em geral. Além é claro, ampliar seu networking.

A questão para você é: que tipo de interação o seu coworking oferece? Vale happy hour semanal, cursos, debates e até um espaço de café e descontração atrativo, que una todos em momentos específicos. Atrair coworkers passa por vender também interação e networking no seu espaço.

Ambiente do coworking

Que um bom ambiente ajuda, você obviamente sabe. Mas como deixar o seu ambiente incrível e sedutor? O coworker tem a possibilidade de escolher o seu local de trabalho com pouca burocracia e instalação rápida, por exemplo?

Por ser freelancer ou autônomo, seu cliente acaba precisando de flexibilidade quanto aos planos, numa rotina imprevisível, em outro exemplo. Facilite alterações rápidas caso seja a necessidade para o negócio. Outros dois fatores fazem muita diferença na escolha: atendimento da equipe e clima produtivo.

O atendimento e prestatividade da equipe do coworking contam muito. Encante, sorria, tenha sempre soluções e formas de ajudar o seu cliente. A simpatia nunca fez mal a ninguém e ainda pode te render mais clientes.

Por fim, mantenha um ambiente produtivo. Seu coworker pode querer interação social, mas não durante o expediente dele. Silêncio, regras bem definidas de interação nos espaços comuns e o máximo de paz para ser produtivo encantam qualquer profissional.  

Flexibilidade de horários

A flexibilidade profissional é considerada como um benefício de trabalho. O coworker tem a possibilidade de escolher qual o seu horário de trabalho, que na maioria das vezes tendem a ser em horários comerciais. Mas por que não fazer o seu horário a noite? Existem coworkings que funcionam 24 horas.

O horário de rendimento para cada profissional varia e essa flexibilidade não tem haver com relaxo e não profissionalismo. Um coworker pode ser contratado por uma empresa japonesa e precisar se comunicar com ela em horário internacional. Ter um suporte do seu coworking por mais tempo pode ser tudo que ele sempre sonhou.  

Custo benefício

Os planos mensais são os que mais agradam os coworkers brasileiros, 69% das escolhas, para ser mais exato. 18% dos coworkers optam por planos mesclados, enquanto 11% utilizam apenas planos de horas avulsas. Mas se você acha que apenas o preço faz diferença, é um erro.

Mais do que o preço, o custo benefício do seu coworking será levado em conta na hora da escolha final, quando o profissional pensar “quanto eu vou gastar por mês com espaço físico para trabalhar”.

O coworking deve se tornar o local para melhorar e manter o foco, cumprindo com as atividades necessárias dentro do prazo. O preço é decisório, mas não sozinho. Agregue valor ao seu coworking!

Veja mais dicas para transformas seu coworking em um lugar incrível!

Quem são os coworkers?

Os coworkers são profissionais que se adaptam a experiências compartilhadas.  Segundo o Coworking Brasil 78% das pessoas que trabalham em espaços compartilhados têm menos de 40 anos.

Para esse público é fácil pensar em compartilhar áreas comuns e seus recursos. Também acreditam na colaboração onde pessoas se conectam, mostram sua empresa, suas dores e acertos, sem que haja uma rivalidade. Pois isso é o combustível para o aprendizado e inovações.

Profissionais independentes e pequenas empresas buscam uma imagem profissional e são a maioria dos coworkers. Mas hoje grandes empresas começaram a procurar por esses espaços e sediar um grupo com os seus profissionais.

Conhecer quem são as pessoas que você quer ter como coworkers facilita para chamar a atenção. Alguns pontos são incomuns entre eles –  a valorização da inovação, criatividade, troca de experiências, rede de contatos – mas será através dos detalhes que você terá a sua persona para saber como falar e onde falar para atraí-los. (linkar com Coworking em ação: dicas para atrair coworkers)

Deixe um comentário