Dicas para renegociar dívida com os clientes

In Artigos by Luiza Marques Comments

Vamos combinar: trabalhar e executar projetos é uma delícia. Mas a melhor parte de todo o processo de vender ou prestar um serviço é receber o pagamento. Muitas pessoas já começam a trabalhar pensando nas coisas legais que vai fazer com o dinheiro. Por isso, é muito frustrante quando você se dedica em uma tarefa e o cliente não te paga.

Você está passando por essa situação e não sabe muito bem como agir? Separamos algumas dicas que vão te ajudar a renegociar uma dívida com o seu cliente e também evitar esse cenário no futuro.

Como fazer para que o cliente te pague
1- Antes de tudo, converse

Ninguém gosta de ficar devendo. É provável que o seu cliente também esteja chateado por está devendo, e morrendo de vergonha de precisar falar com você! Portanto, a primeira dica é ter uma conversa amigável com ele para chegar numa solução boa para os dois lados.

2- Parcele a dívida

Você certamente quer receber o valor integralmente, mas pagar tudo de uma vez pode ser difícil para um cliente que está tentando deixar a conta no azul. Portanto, converse e veja quanto está disposto a pagar por mês. Tenha certeza de que ele também quer quitar essa dívida. Então, a chance de ele se esforçar para pagar as parcelas dentro do prazo e acabar logo com essa pendência é alta!

3- Renegocie o valor

Essa alternativa não é a melhor do mundo, mas receber uma parte do valor é melhor do que não receber nada. Em último caso (se você vir que o consumidor realmente não tem condições de pagar o valor integral), dê um desconto para o devedor. Aqui, alinhe prazos e seja firme. Vincule esse desconto ao pagamento feito dentro da data combinada.

4- Proteste o boleto

Caso você tenha feito uma cobrança por meio de boleto bancário, você pode fazer um protesto. Neste texto, explicamos em detalhe como você pode protestar um boleto e aumentar a chance de receber o valor.

Como evitar que o seu cliente torne-se inadimplente
1- Contrato, sempre!

A primeira dica é assinar um contrato. Se você não conta com assistência jurídica na sua empresa, sem problemas! Com uma rápida busca na internet é possível encontrar uma série de modelos de minutas e contratos. Esse documento serve como uma segurança contra possíveis calotes. Neste link, você confere algumas dicas do que precisa colocar no contrato de prestação de serviços.

2- Negocie uma data de pagamento que funcione para os dois lados

Receber de todos os clientes no mesmo dia é excelente para manter as suas finanças organizadas. Porém, exigir uma data fixa pode fazer com que eles infelizmente não consigam cumprir o prazo. No início de um trabalho, converse com o seu consumidor para ver se ele está de acordo com a data de pagamento. A dica é chegar num consenso de data que ele garante que será cumprida.

3- Utilize ferramentas que “forcem” o pagamento na data certa

Depois que vocês decidirem a melhor data de pagamento, utilize ferramentas que facilitem essa cobrança. O Boleto Fácil, por exemplo, é um aliado nesse processo. Com ele, você pode adicionar multas e juros para o caso de o pagamento ser feito fora do prazo. Ele também permite que o consumidor conte com um pequeno desconto caso pague antes da data combinada. Isso é um incentivo a mais para que todas as contas sejam quitadas no dia!

Você já teve que passar pela situação de cobrar um cliente inadimplente? Compartilhe nos comentários a estratégia usada para garantir o seu dinheiro. Ela pode servir como exemplo para outras pessoas que querem resolver essa situação da melhor maneira possível. 😉