startup

O que é uma Startup?

In Artigos by Daniele Starck2 Comments

Vamos entender o que são as empresas startups e porque elas são tão importantes nos dias de hoje.

o que é uma startup

O termo startup, quando traduzido do inglês, nos dá a ideia de algo que está começando. Dentro do mundo dos negócios, o conceito de startup se refere a empresas que surgiram após a popularização da internet, com conceitos inovadores e que exploram ao máximo as oportunidades que a era digital oferece.

Existem várias definições para o termo, mas a mais aceita e a que mais se encaixa no tipo de negócio dessas empresas, é a de que uma startup é uma companhia com modelo de negócio repetível e escalável.

Normalmente, elas têm uma pegada tecnológica, alto potencial de crescimento e trabalham em condições de incerteza – o que é uma consequência direta da inovação nos serviços que oferecem.

infografico o que é uma startup

Objetivos desafiadores e muita inovação para solucionar os problemas

Em entrevista à Forbes, Neil Blumenthal afirmou que “uma startup é uma companhia trabalhando para resolver um problema em que a solução não é óbvia e o sucesso não é garantido”.

Blumenthal sabe do que está falando: ele é co-fundador e CEO da Warby Parker, empresa americana que surgiu em 2010 com o desafio de vender óculos online. Para isso, precisou explorar várias soluções tecnológicas para que as pessoas pudessem provar seus óculos virtualmente.

Além disso, eles desenvolveram um sistema para que o cliente receba alguns modelos de óculos em casa e possa provar também fisicamente, escolhendo o que mais gosta antes para finalizar sua compra.

O negócio virou um sucesso e hoje a empresa está no caminho inverso: chamada de “Netflix dos óculos”, a companhia que começou online agora também tem lojas físicas.

Por isso, quando falamos de soluções pouco óbvias, são exemplos assim que representam as startups: não só empresas que estão começando, mas que trazem inovação para o mercado e que estão em constante transformação.

Investimento inicial menor e estrutura mais enxuta

Antes de explicar exatamente o que significa ser um negócio repetível e escalável, é preciso falar um pouco mais sobre como as startups são a representação da inovação no mundo dos negócios da atualidade, em diferentes aspectos.

Além do core business tecnológico ser a base da esmagadora maioria delas, também temos custos iniciais muito mais modestos do que os negócios tradicionais, muitas vezes eliminando etapas como a necessidade inicial de um escritório físico, contratação de muitos funcionários ou investimento alto em produtos de estoque.

Sendo assim, as startups acabam atraindo investidores que vêem nelas um grande potencial, sem precisar gastar muito dinheiro, mas com boas perspectivas de retorno.

Mas o que significa ser repetível e escalável?

A definição de repetível e escalável se encaixa muito no perfil dessa nova cultura de negócio e é um dos motivos pelos quais a maioria das startups está relacionada à tecnologia e à internet. Vamos entender melhor esses dois conceitos:

Repetível

Para ser repetível, um negócio precisa entregar o mesmo produto de forma ilimitada, com personalizações mínimas e fáceis de serem executadas. Por isso, esse conceito se aplica muito bem a softwares e aplicativos: você pode vender o mesmo produto quantas vezes quiser, sem precisar de um estoque – o que também demanda espaço físico – ou de um tempo para produção que dificulte a repetição do negócio.

Escalável

Ser escalável significa que a empresa tem uma receita que aumenta muito mais do que os custos de se manter o serviço que ela oferece. Dessa forma, ela pode acumular lucros e gerar um retorno mais rápido, além de se permitir seguir inovando.

Vamos a um exemplo prático, se você é designer e tem uma linha de roupas, sua empresa precisa de:

  • Funcionários para costurar os modelos que você desenha;
  • Diferentes tamanhos para cada modelo;
  • Máquinas de costura, tecido e materiais para a produção;
  • Um espaço físico para seu ateliê;
  • Estoque para colocar seus produtos à venda;
  • Local definido para a venda – seja uma loja própria ou terceirizada.

Isso significa que o crescimento das suas vendas e, portanto, o sucesso do seu negócio, depende diretamente do tamanho da sua equipe e do tamanho do espaço que você tem para produzir e armazenar seus produtos.

Sendo assim, o modelo não é repetível, já que precisa de modelagens personalizadas, e também não é escalável, pois o custo de produção é diretamente proporcional à geração de lucro.

Agora digamos que você, como designer de moda, desenvolveu um aplicativo que ajuda a pessoa a escolher a roupa que vai usar no dia, com fotos de inspirações, compartilhamento de looks e notícias do mundo da moda.

Nesse caso, não há um limite de produtos para venda. Não importa quantas pessoas querem comprar seu app, ele sempre estará disponível, sem estoque físico e sem necessariamente aumentar sua equipe para atender à demanda – sendo, portanto, repetível.

Além disso, você pode usar a mesma equipe para adicionar novidades e mais funcionalidades ao seu produto, para ele se destacar ainda mais, sem precisar contratar mais pessoas ou comprar matéria prima, o que aumentaria seu custo de produção – ou seja, é um negócio escalável.

Leia também: O que é uma fintech. 

Quando uma empresa deixa de ser uma startup?

Não há uma regra clara para quando uma empresa deixa de ser uma startup, mas existem alguns parâmetros que podem definir essa mudança. O primeiro deles é quando a empresa passa a ser pública, ou seja, quando ela coloca ações para vender no mercado. Outro fator que pode ser determinante é quando a empresa é comprada por outra maior.

No entanto, uma startup também pode deixar este rótulo para trás quando ela se torna um modelo de negócio de sucesso e bem estabelecido no mercado – como exemplo, podemos citar Facebook e Twitter, que já foram startups e hoje servem como inspiração para novas companhias que surgem no mundo digital.

Comments

    1. Oi Marcos. Valeu pela força.
      Fique sempre de olho aqui, que estamos sempre atualizando nossos conteúdos. #tamojuno 🤜🤛

Deixe um comentário