Por que você deve emitir nota fiscal

In Artigos by Luiza Marques0 Comments

A partir do momento que você decide abrir uma empresa, seja para vender produto ou prestar serviço, precisa cuidar de diversos detalhes. Sede, site, cartão de visitas, contratos, etc, são apenas alguns deles. O processo começa a ficar menos legal quando chega a hora de emitir a nota fiscal e ver quantidade de imposto que precisa ser paga. Os tributos desanimam a maior parte dos empreendedores. Afinal de contas, por que é preciso pagar tanto dinheiro assim?!

Isso faz com que muita gente dê um jeito de evitar a emissão de notas fiscais. Tanto ao venderem um produto, quanto fecharem um novo trabalho. Apesar de essa ser uma medida que parece interessante (não pagar imposto), ela está errada.

Sim, pagar imposto é triste. Sim, muitos governantes usam os nossos recursos financeiros de maneira completamente errada. Mas é pagando imposto que nós garantimos o investimento em áreas fundamentais para o desenvolvimento do nosso país.

Não está convencido da importância de emitir nota fiscal e, consequentemente, pagar imposto? Então aqui vai mais um motivo: sonegar imposto é crime e pode até levar o empresário para a cadeia! Abaixo, você confere o que a lei define como crime de sonegação fiscal.

De acordo com a Lei nº 4.729/1965, crime de sonegação fiscal é:

Art 1º Constitui crime de sonegação fiscal:

I – prestar declaração falsa ou omitir, total ou parcialmente, informação que deva ser produzida a agentes das pessoas jurídicas de direito público interno, com a intenção de eximir-se, total ou parcialmente, do pagamento de tributos, taxas e quaisquer adicionais devidos por lei.

II – inserir elementos inexatos ou omitir, rendimentos ou operações de qualquer natureza em documentos ou livros exigidos pelas leis fiscais, com a intenção de exonerar-se do pagamento de tributos devidos à Fazenda Pública.

III – alterar faturas e quaisquer documentos relativos a operações mercantis com o propósito de fraudar a Fazenda Pública.

IV – fornecer ou emitir documentos graciosos ou alterar despesas, majorando-as, com o objetivo de obter dedução de tributos devidos à Fazenda Pública, sem prejuízo das sanções administrativas cabíveis.

V – Exigir, pagar ou receber, para si ou para o contribuinte beneficiário da paga, qualquer percentagem sôbre a parcela dedutível ou deduzida do impôsto sôbre a renda como incentivo fiscal.

Quem comete esse tipo de crime está sujeito à detenção, por um período entre seis meses a dois anos, bem como multa de duas a cinco vezes o valor do imposto. Caso o acusado seja réu primário, a pena é de 10 vezes o valor do tributo, sem a detenção. 

Isso é muito dinheiro, né?

Ainda não está convencido? Aqui tem mais alguns motivos:

A emissão de nota fiscal garante com que você possa protestar um boleto. Aqui no Boleto Fácil, ela te ajuda a receber as transferências com segurança e com agilidade, se você anexar aos seus boletos emitidos. A nota fiscal ajuda também a confirmar o recebimento de um produto ou serviço pelo seu cliente. Além disso, ela tem validade jurídica e se você emitir a nota fiscal eletrônica, não precisa consultar um arquivo morto, caso precise pesquisar uma delas.

Lembre-se também que a emissão de nota fiscal profissionaliza seu negócio. Muitas empresas deixam de comprar produtos de empresas que não emitem NF. Isso porque elas não conseguem dar entrada dos produtos em seu sistema.

Está vendo como é importante emitir nota fiscal? Emita, seja na prestação de serviços ou venda de produtos! 😉

Deixe um comentário