Quanto cobrar por formatação?

In Artigos by Boleto Fácil Comments

A formatação de monografias, artigos e outros trabalhos acadêmicos é uma parte fundamental para a apresentação de projetos. Não só para que o documento fique adequado às famosas normas da ABNT (ou a outros padrões exigidos, como o Manual APA e o Estilo Vancouver). Mas também, para garantir uma boa unidade visual entre os tópicos e facilitar a compreensão de todo o estudo realizado.

Por ser importantíssima, muitas pessoas preferem deixar a formatação com quem entende. E com quem consegue organizar títulos, textos, índices e fontes dando atenção a todos os detalhes. É um trabalho que rende um bom dinheiro extra. Além de oferecer baixo custo, já que não exige nenhum tipo de matéria prima ou recursos difíceis de encontrar. Mas, com esse tipo de prestação de serviço, sempre surge a dúvida: quanto cobrar pela formatação?

Separamos algumas dicas para você definir o seu preço antes de investir nos serviços de formatação. Confira!

Entenda o mercado

Pesquise outras empresas, microempreendedores especializados ou freelancers que oferecem esse tipo de serviço na sua cidade, estado ou até país. Crie uma análise da “concorrência”. Identifique uma média de preço e o que cada profissional leva em consideração: número de laudas, palavras ou caracteres, prazos, temas e formatos aceitos. Dessa maneira, você consegue ter uma base para criar sua tabela de preços. Isso, sem ser abusivo ou desmerecer o seu próprio trabalho. Um dos cálculos mais comuns é a contagem de laudas. Elas costumam custar entre R$ 1,50 e R$ 2,50, levando em consideração:

Número de caracteres ÷ tamanho da lauda (em cm) = Número de laudas do arquivo

Defina o que vai oferecer

Quem trabalha com formatação, muitas vezes, também inclui no pacote a revisão ortográfica, edição e até digitação. Tudo isso demanda conhecimentos específicos e aprofundados sobre ortografia, coerência e estrutura. Se você possui conhecimento do idioma, gosta de trabalhar com revisão de textos, entende muito de gramática e é capaz de dedicar um bom tempo ao projeto, pode oferecer a formatação aliada a algum desses outros serviços. Caso contrário, não há problema nenhum em manter o seu trabalho relacionado apenas às normas e edição final do documento.

Conheça os termos e atualize-se

Não basta entender a maneira de referenciar um livro ou organizar o sumário de um projeto. Para trabalhar com formatação, é importante que você estude bastante, mantenha-se atualizado quanto às normas. É excelente que você consiga trabalhar com diferentes padrões exigidos pelas instituições de ensino, periódicos e congressos. Também é importante saber definir uma lauda (que mede o número de caracteres, e não o tamanho da folha) e página (que leva em consideração as medidas e a formatação, mudando os valores), para poder oferecer orçamentos mais consistentes e profissionais.

Calcule o valor da sua hora de trabalho

Ferramentas como a Calculadora Freelancer ajudam você a entender quanto quer ganhar, quanto tempo vai dedicar ao serviço e qual valor precisa receber a cada hora para atingir seu objetivo. Com o valor da hora definida, fica mais fácil descobrir quanto cada lauda vale, quais fatores interferem na sua produção (como pausas para outro trabalho e compromissos semanais), calcular o melhor preço e oferecer valores justos para você e, também, para o seu cliente.

Saiba argumentar

Em qualquer tipo de serviço prestado, alguns clientes acabam querendo fazer pechincha ou abusar da ideia de concorrência para mudar os seus preços. Na hora de preparar um orçamento ou passar valores para alguém, esteja preparado para argumentar sobre os diferenciais do seu trabalho. Você pode levar em conta diferenciais como: rapidez, garantia de atenção aos detalhes ou formatos de entrega do documento. Por exemplo: se o cliente (mesmo que seja um amigo ou familiar) quiser um prazo menor, mostre que isso acarreta em deixar de lado outros projetos e exige uma reorganização das suas atividades. Isso pode aumentar o preço para que você não saia prejudicado; ou, ainda, se o número de páginas for grande e você notar que pode trabalhar com um pacote mais barato, crie e ofereça novos preços às pessoas.

Aposte em ferramentas que facilitam seu trabalho

Ferramentas online e softwares são grandes aliados dos revisores e profissionais que formatam documentos, por facilitarem o trabalho e, também, aumentarem a sua credibilidade entre os clientes. Olha só:

  • O Gerador de Referências ajuda a criar e verificar se as fontes de pesquisa do trabalho estão formatadas corretamente.
  • O Farejador de Plágio, na hora da revisão, ajuda a identificar problemas antes da entrega do trabalho e não deixa que você envolva seu nome com trabalhos mal pensados ou ilegais.
  • O Zotero facilita a organização das fontes de pesquisa dentro do trabalho, útil para listar referências, notas e outros detalhes ao final do trabalho.
  • Mesmo que você trabalhe nos editores de texto offline, é importante sempre configurar a opção de salvamento em nuvem. Ou então, trabalhar com o Google Drive. Tudo para evitar perdas no arquivo e manter sempre um backup atualizado do que você está fazendo.

Além de tudo isso, também é importante pensar em profissionalizar o seu negócio, conforme ele crescer, e contar com boas opções de pagamento, como o Boleto Fácil, que permite automatizar cobranças, gerar boletos para os seus clientes e deixar o processo de pagamento mais seguro. Essa ferramenta também permite que você coloque logo nos seus boletos e ainda anexe arquivos diretamente na fatura!